Especialista lista dicas essenciais para tratar de aumento salarial

Publicado: 19/09/2011 em Notícias

Apesar da importância, motivações pessoais não devem ser as justificativas para pedir um aumento de salário

Seja porque quer investir na carreira, seja simplesmente pelo fato de querer uma vida mais confortável, o fato é que, após um período na empresa, muita gente fica ansiosa por um aumento de salário. Entretanto, nestas horas, independentemente do fim, surge a dúvida: como abordar o assunto?

Segundo especialistas, apesar da importância, as motivações pessoais, como a compra da casa própria ou a viagem de fim de ano, não devem ser as justificativas para pedir um aumento salarial.

Assim, para auxiliar aqueles que pretendem negociar ganhos maiores, o professor da Universidade Mackenzie e professor tutor da FGV-RJ (Fundação Getulio Vargas), especialista em estratégias empresariais, Marcos Morita, listou algumas dicas que podem ajudar.

Dicas

1 – Antes de qualquer conversa com o chefe, o profissional deve se conhecer e conhecer a empresa. Isso porque, explica, algumas companhias costumam classificar seus funcionários por cargos e faixas salariais, sendo que um mesmo cargo pode estar em diferentes faixas, dependendo do tempo na empresa. Assim, entender o posicionamento auxilia na hora de negociar;

2 – Pesquise. Nem todas as empresas costumam pagar salários aproximados a cargos similares. Por isso, diz Morita, pesquisas salariais e conversas com colegas do setor podem ajudar a saber se o seu salário é justo;

3 – Benefícios. Avalie os benefícios oferecidos pela empresa, além do salário fixo mensal. Considere bônus em dinheiro, ajuda para cursos, previdência, vale-alimentação, entre outros benefícios. Você pode se surpreender positivamente com o resultado;

4 – Observe. Vai pedir um aumento? Observe seus pares, avalie o histórico dos profissionais de sucesso da companhia e veja se você está no mesmo caminho;

5 – Veja o momento. Prestar atenção ao momento pelo qual passa a empresa também é importantíssimo para o sucesso ou não do pedido de aumento. Veja se há queda nas vendas, perda de contratos, corte de custos ou demissões. Momentos como estes, observa Morita, não combinam com pedidos de aumento salariais;

6 – Resultados. O que você deu para a empresa? Antes de qualquer negociação, veja os seus resultados na empresa e observe os comentários de clientes, fornecedores e colegas de trabalho, pois podem dar-lhe uma pista sobre se você merece ou não um aumento;

7 – Espere a hora certa. Se na sua empresa há o hábito de se fazer avaliações de desempenho, por exemplo, é neste momento que se deve dar a conversa sobre negociação salarial. Caso contrário, utilize o feeling, diz Morita, e evite épocas de auditoria, finais de mês ou visitas estratégicas;

8 – Seja discreto. Se um colega comentou que recebeu uma promoção, não utilize esta informação para pedir o seu aumento. Foque em suas habilidades e seus resultados;

9 – Avalie alternativas. Caso o aumento salarial não seja possível, esteja aberto para outras formas de compensação, bem como esteja disposto a assumir novas funções;

10 – Contraproposta. No caso de ter uma proposta de emprego de outra empresa em mãos, as chances de aumento salarial são grandes. Contudo, ressalta o professor, se a resposta for negativa, o profissional deve estar ciente de que deverá sair da empresa.

Fonte: Administradores.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s