Por que fazer um Plano de Negócios?

Publicado: 14/11/2011 em Notícias

Por Rosival Fagundes

Os empreendedores iniciantes costumar basear grande parte de suas ideias em visões de um mercado ainda desconhecidos. Uma ideia maravilhosa não significa dizer que você descobriu uma grande oportunidade. Ideia é diferente de oportunidade. Identifique a oportunidade de negócio. Oportunidade é uma idéia com potencial de retorno econômico, é duradoura e gera lucro, ou seja, que pode ser viável.

Como saber se uma ideia pode gerar uma boa oportunidade de negócios. O especialista em Plano de Negócios, José Assis Dornelas, ensina a metodologia conhecida como 3M, a demanda de Mercado; estrutura do Mercado, e as margens que podem ser obtidas nesse Mercado. Será preciso fazer um check-list com respostas para algumas perguntas:

1.Qual é o público-alvo para sua ideia de negócio?

2.O potencial de crescimento desse mercado para os próximos anos é alto, é maior que 10, 15 , 20%.

3.O mercado-alvo está crescendo? É emergente? Exemplo é o ramo de construção civil, materiais de construção, turismo de negócios, estética e beleza, empresas de treinamento, capacitação e formação de mão de obra, para a Copa do Mundo 2014.

Uma ideia interessante, é criar um Website, para aproveitar o momento da Copa do Mundo 2012, e apresentar o turismo receptivo de forma diferenciada aos turistas estrangeiros que procuram por pacotes personalizados. Você pode vender pacotes turísticos, reservas em hotéis, e outros serviços aos turistas estrangeiros que pretendam visitar o Brasil na Copa de 2014 e nas Olimpíadas de 2016.

4.O investimento pode ser recuperado no curto prazo (menos de 2 anos)?

5. Qual é a necessidade de capital e expectativa para atingir o ponto de equilíbrio e o retorno do investimento? O potencial de lucro desse mercado precisa ser maior que 20%, 30 a 40%.

A estratégia correta para empresas em fase inicial, recomendada pelos consultores especializados, é procurar atender um nicho de mercado específico, identificando qual é o seu público-alvo principal, e não ficar correndo para atender a todos ao mesmo tempo.  Recomenda-se também, além de elaborar uma pesquisa de mercado primárias (conhecer os hábitos de consumo e detalhes de seus clientes), fazer um teste de mercado, o teste piloto do produto ou serviço, antes mesmo de colocar o empreendimento para funcionar.

Parceiros, investidores, sócios, gerentes tomadores de decisão, instituições financeiras, fundadores, agências de créditos, esperam que você apresente um Plano de Negócios eficaz, simples, fácil de ser explicado, e muito bem entendido pelos investidores ou sócios.

Desenvolva um Plano de Negócios com a sua equipe de sócios e colaboradores, para gerar comprometimento e responsabilidade, além de formar uma equipe forte e consistente. Prepare uma apresentação que contenha somente 10 slides. Não precisa mais do que 10 slides, de forma simples, verdadeiro, e com apenas 20 minutos de apresentação. Mas, antes disso, por favor, experimente, faça um teste na apresentação para os colegas , sócios e colaboradores.

E o sumário executivo? Será que o sumário executivo vai fazer o investidor ter a vontade de ler o documento inteiro?

Quanto menor o Plano de Negócios mais provável é que ele seja lido. Na construção do seu plano, não passe de 20 páginas. Elabore um sumário executivo eficaz, em 1 a 2 páginas, e descreva uma síntese de cada seção ao invés de escrever um texto corrido.  O sumário executivo é desenvolvido por último, mas colocado na primeira seção do Plano de Negócios. Lembre-se, que o objetivo principal do sumário executivo é levar o leitor a entender a mensagem em poucos minutos e se interessar pelo plano completo.

E as projeções financeiras? Simplifique suas projeções financeiras em 2 páginas.  O que é mais importante? A projeção mais importante é o seu balanço de fluxo de caixa para os primeiros 5 anos. O que os investidores procuram em projeções financeiras: em primeiro lugar, o investidor quer entender o que você está utilizando para chegar ao mercado total, a fatia total que vai contar para chegar lá. O capitalista de risco quer mesmo é saber avaliar quanto é que vai ser preciso até a empresa iniciante conseguir sustentar-e com seu próprio fluxo de caixa.

Sua empresa tem a capacidade financeira para agüentar os primeiros 18 meses até os dois anos de vida?

Você tem que gerar fluxo de caixa que é diferente de lucratividade. Na fase inicial, esqueça o crescimento a todo custo, fatia de mercado, desenvolvimento de marcas, tudo isso vem depois. O que vale mesmo é obter baixos requisitos de capital inicial, prazo de pagamento, custos bascos e fazer propaganda boca a boca, e gerar imediatamente receitas. Fuja das vendas altamente rentáveis mas cuja fatura demora muito tempo para ser paga. Vender para receber com prazo muito longo, não é uma boa estratégia. Com relação às despesas, procure aumentar o prazo de pagamento de tudo que a empresa comprar.

Fonte: Administradores.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s