Se vira nos 30: saiba como agir para evitar gafes e saias-justas no trabalho e fora dele

Publicado: 28/02/2012 em Notícias

Veja 10 situações e soluções sugeridas por consultores especialistas em etiqueta e comportamento

Por Mayara Emmily, Revista Administradores

Um comentário íntimo feito a colegas da empresa que acaba se espalhando ou o constrangimento de beber além da conta na festa da empresa são alguns exemplos de deslizes possíveis quando há descuido na postura profissional. Diferentemente de ambientes informais, o comportamento no escritório deve ser sempre guiado pelo bom senso, que inclui cuidado no uso de palavras, boa educação, vestimenta de acordo com o ambiente, discrição e outras atitudes afins.

No entanto, nem sempre o uso do bom senso encarrega-se de banir a possibilidade de algum erro. Em alguns casos, como no uso correto da roupa ou no relacionamento amoroso entre colegas da mesma empresa, existe a necessidade de seguir “regras” que variam dependendo do estilo da organização.

Para quem quer fugir de armadilhas dentro e até mesmo fora da empresa, a Revista Administradores selecionou situações e soluções para cada uma delas, sugeridas por consultores especialistas em etiqueta e comportamento.  Será que você está andando na linha?

Situação 1: Durante uma conversa, colegas criticam outro funcionário ou o chefe e perguntam a minha opinião sobre ele. O que fazer?

Eu fugiria desse assunto, porque é fofoca. Deixa de ser fofoca quando a crítica acontece diante do criticado. Com esta característica não é nem deselegante e nem falta de educação, pois acho que você está criticando um colega com a intenção de fazê-lo melhorar. Falar do outro pelas costas ou falar do chefe é, de fato, fazer fofoca e isso é meio caminho andado para confusão. Eu não falaria nada e diria que nunca havia pensado sobre o assunto. Acho que é uma boa saída.

(Célia Leãoconsultora de empresas na área de Etiqueta Empresarial e Marketing Pessoal , Etiqueta Social e cursos de atendimento ao Público)

Situação 2: Fui ao cinema e vi um(a) colega de trabalho, que é casado (a), fazendo par romântico com outra pessoa. O que fazer?

Discrição acima de tudo. Evite ser visto pelo colega, assim evitará maiores constrangimentos.

(Sofia Rossiconsultora de etiqueta e de boas maneiras)

Situação 3: Como evitar aquele chefe ou colega que tenta ajudar no trabalho mas acaba atrapalhando?

Marque um horário para conversar com a pessoa. Explique como se sente e solicite a ela que mude o seu comportamento.

(Maria Aparecida Araújo e Cláudio Pelizariconsultores de comportamento profissional, etiqueta social e internacional e marketing pessoal. Atuam no Etiqueta Empresarial Executive Manners Consulting)

Situação 4: O que fazer se eu recebo outra proposta de trabalho e a notícia acaba se espalhando na minha empresa atual?

Em primeiro lugar, receber uma proposta de trabalho de outra empresa é uma coisa muito natural. É lógico que antes de se decidir, a pessoa não quer que ninguém saiba e, portanto, deve ficar calada. Nada de “confidenciar” isso a alguém em quem confia. Mas, se a notícia vazar, deve-se imediatamente conversar abertamente sobre o assunto com o gerente, supervisor, diretor ou até o presidente da empresa, se for caso. Essa atitude é muito poderosa e estanca qualquer possibilidade desse assunto continuar se desenvolvendo subterraneamente.

(Bruna Gasgonconsultora em comunicação, palestrante e autora de oito livros, entre eles Vendas Cinematográficas)

Situação 5: O que fazer quando tenho um relacionamento com um (a) colega?

Procure manter o relacionamento fora do horário de trabalho. Evite que a paixão atrapalhe a boa conduta profissional. Comunique o namoro ao chefe, antes que os colegas fiquem sabendo. Evite conversas demoradas e ausência prolongada de ambos durante o expediente e atrasos no retorno do almoço.

(Maria Aparecida Araújo e Cláudio Pelizari)

Situação 6: O que fazer se sou alvo de inveja de um (a) colega, que faz de tudo para me prejudicar no trabalho?

Pesquisas recentes concluíram que as pessoas invejosas aceitam melhor as ideias que vêm de fora da empresa do que as que vêm dos colegas, demorando a resolver problemas e impactando negativamente nos lucros. A inveja ganha solo fértil quando a cobrança e a exagerada disputa por reconhecimento não tem regras claras e definidas.  Quem se julga prejudicado e alvo da inveja de colegas deve conversar com o gestor, com o objetivo de estabelecer regras de avaliação das contribuições de cada um e de desenvolvimento de carreira. Se o problema ultrapassar os limites do tolerável, pode-se conversar com a pessoa – caso haja clima – e, se isto não resolver, levar o assunto à gerência.

(Maria Aparecida Araújo e Cláudio Pelizari)

Situação 7: – O que fazer se sou alvo da ‘paquera’ de um chefe ou colega?

Chefe paquerando um funcionário é complicado, pois se o funcionário não estiver de acordo, isso significa assédio. Se você está de acordo, tudo bem. Além disso, acho que é necessário conhecer a política da empresa. Será que a empresa permite o relacionamento afetivo? Também é preciso se pensar caso haja o fim do relacionamento: será que vou ter com ele uma convivência pacífica e produtiva? Se a resposta é afirmativa, vá em frente, comece o namoro. Se você é uma pessoa muito emotiva, melhor não misturar as coisas porque você pode vir a ter problemas futuros.

(Célia Leãoconsultora de empresas na área de Etiqueta Empresarial e Marketing Pessoal, Etiqueta Social e cursos de atendimento ao Público)

Situação 8: Como “despistar” aquele colega que adora falar bobagens ou interromper o que estou fazendo durante o expediente?

Seja sincero e, educadamente, diga que ele ou ela está atrapalhando-o.

(Sofia Rossi)

Situação 9: O que usar quando eu for convidado(a) para uma festa do(a) chefe?

Isso depende muito do tipo de festa – aniversário, Natal, confraternização profissional – , do horário, do tipo de intimidade que a pessoa tem com a (o) anfitriã (ão) e também do tipo de empresa onde trabalha. A pessoa de bom senso deve ir vestida de acordo com a ocasião, porém sem jamais perder seu estilo e personalidade, pois caso contrário vai perder sua verdadeira natureza.

(Bruna Gasgon)

Situação 10: Quais dicas você daria para um funcionário ou chefe evitar saias-justas dentro ou fora da empresa?

Quando a pessoa está trabalhando numa empresa nova, deve tomar conhecimento de suas regras de conduta e procedimentos a fim de evitar maiores constrangimentos. De qualquer forma, evite:

– falar dos outros funcionários;

– dividir sua vida pessoal com todos;

– usar roupas, maquiagem e cabelos que não combinem com o ambiente funcional;

– manter a estação de trabalho bagunçada;

– atender frequentemente telefonemas pessoais durante o horário de trabalho;

– usar sempre o e-mail corporativo para envio de mensagens pessoais;

– usar material da empresa para uso pessoal (impressoras, papel etc.);

Lembre-se que durante o happy hour, aniversário de colega ou festa de confraternização de fim de ano deve-se manter a mesma postura utilizada durante o ano. (Sofia Rossi)

Fonte: Administradores.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s